Pular para o conteúdo

Como cuidar de Maranta? Dicas e cuidados para mantê-la saudável!

Gosta dessa espécie de planta que reúne beleza e textura? Então não perca esse artigo de hoje do Portal KD sobre como cuidar de Maranta e dicas incríveis para mantê-la sempre saudável em casa!

O que é Maranta?

Maranta é um gênero de plantas tropicais com cerca de 50 espécies diferentes, pertencentes à família Marantaceae. Essas plantas são nativas de regiões tropicais da América Central e do Sul e são frequentemente cultivadas como plantas ornamentais devido à sua folhagem colorida e distintiva.

As marantas são conhecidas por seus padrões únicos de folhas verdes e manchas, que podem variar de espécie para espécie. Algumas das espécies mais populares incluem a Maranta leuconeura, também conhecida como planta seta, que possui folhas verdes escuras com veias prateadas, e a Maranta tricolor, que possui folhas verdes com manchas rosadas e brancas.

Essas plantas são relativamente fáceis de cuidar e preferem locais com luz indireta e solo úmido e bem drenado. Elas também são frequentemente cultivadas em vasos em ambientes fechados, tornando-se uma ótima opção para quem deseja adicionar um toque de natureza ao seu espaço interno.

Origem

Como cuidar de Maranta
Como cuidar de Maranta Foto: Pixabay

A origem das Marantas é nas regiões tropicais da América Central e do Sul. O gênero Maranta recebeu o nome em homenagem a Bartolomeu Maranta, um médico e botânico italiano do século XVI. Acredita-se que essas plantas tenham sido levadas para a Europa pelos conquistadores espanhóis e portugueses durante o século XVII.

Desde então, as Marantas se tornaram populares em todo o mundo como plantas ornamentais. Hoje em dia, muitas espécies de Marantas são cultivadas comercialmente em países como o Brasil, a Colômbia e a Costa Rica, para exportação para outros países.

Veja também: Dicas rápidas e fáceis para cuidar de Peperômia Melancia!

Tipos comuns de Maranta

Existem muitas espécies diferentes de Marantas, cada uma com suas características únicas. Abaixo estão alguns dos tipos de Marantas mais comuns:

  1. Maranta leuconeura: Também conhecida como “Planta-Seta”, possui folhas verdes escuras com veias prateadas e um padrão em forma de seta no centro da folha.
  2. Maranta tricolor: Possui folhas verdes com manchas rosa e branco. É conhecida por sua folhagem vibrante e colorida.
  3. Maranta fascinator: Possui folhas verdes com manchas prateadas e vermelhas. É uma das espécies mais resistentes e fáceis de cuidar.
  4. Maranta erythroneura: Possui folhas verdes escuras com veias vermelhas brilhantes.
  5. Maranta massangeana: Possui folhas verdes com manchas verde-claro e um padrão em forma de veia no centro da folha.
  6. Maranta bicolor: Possui folhas verdes com manchas brancas e um padrão em forma de veia no centro da folha.

Essas são apenas algumas das muitas espécies de Marantas disponíveis. Cada uma tem suas características únicas, mas todas são conhecidas por suas folhas vibrantes e coloridas.

Como plantar Maranta? Passo a passo

Veja abaixo um passo a passo completo para plantar Maranta:

Materiais necessários:

  • Vaso com furos de drenagem
  • Substrato para plantas
  • Muda de Maranta
  • Água

Passo 1: Escolha o vaso certo

Escolha um vaso com furos de drenagem para garantir que a água possa escapar facilmente e evitar que as raízes fiquem encharcadas. Certifique-se de que o tamanho do vaso seja adequado ao tamanho da muda.

Passo 2: Prepare o substrato

Prepare o substrato para plantas misturando partes iguais de terra vegetal, composto orgânico e perlita ou vermiculita para garantir que o solo seja bem drenado e tenha boa aeração.

Passo 3: Plante a muda de Maranta

Coloque uma camada de substrato no fundo do vaso e, em seguida, coloque a muda de Maranta no centro do vaso, tomando cuidado para não danificar as raízes. Encha o vaso com o substrato, garantindo que a muda esteja firmemente plantada e o solo esteja nivelado.

Passo 4: Regue a planta

Regue a Maranta cuidadosamente, garantindo que o solo esteja completamente umedecido. Certifique-se de que a água esteja escorrendo pelos furos de drenagem do vaso.

Passo 5: Coloque a planta em um local adequado

Coloque a planta em um local iluminado, mas não diretamente exposto à luz solar intensa. As Marantas preferem luz indireta e filtrada, portanto, um local próximo a uma janela com luz filtrada é uma boa escolha.

Passo 6: Cuidado contínuo

Cuide da sua Maranta, mantendo o solo úmido, mas não encharcado, e garantindo que ela esteja em um ambiente com temperatura adequada, umidade e luz suficientes. Faça podas regulares para remover folhas mortas ou doentes e para manter a aparência da planta.

Como cuidar de Maranta?

As Marantas são plantas relativamente fáceis de cuidar, desde que você preste atenção em algumas coisas importantes. Aqui estão algumas dicas gerais para cuidar de Marantas:

  • Luz: As Marantas preferem luz indireta e não direta. Coloque-as perto de uma janela com luz filtrada, mas não as exponha diretamente à luz solar intensa, pois isso pode queimar as folhas.
  • Água: As Marantas preferem solo úmido, mas não encharcado. Regue a planta quando a camada superior do solo estiver seca ao toque. Evite deixar água parada na base do vaso, pois isso pode causar o apodrecimento das raízes.
  • Umidade: As Marantas preferem ambientes úmidos, portanto, pulverize as folhas com água regularmente. Você também pode colocar a planta em uma bandeja com pedras úmidas para aumentar a umidade ao redor da planta.
  • Temperatura: As Marantas preferem temperaturas entre 18°C e 27°C. Evite expor a planta a correntes de ar frio ou a temperaturas abaixo de 10°C.
  • Fertilizante: As Marantas não precisam de fertilização frequente, mas você pode fertilizar a planta com um fertilizante líquido balanceado a cada dois meses durante a primavera e o verão.
  • Podas: Remova as folhas mortas ou amareladas para manter a aparência da planta. Você também pode podar a planta para controlar seu tamanho e forma.

Lembre-se de observar a planta regularmente e ajustar o cuidado conforme necessário para garantir que ela esteja saudável e feliz.

A planta gosta de locais iluminados

Maranta
Maranta Foto: Pixabay

As Marantas preferem luz indireta e filtrada, e não gostam de luz solar direta intensa. Embora possam tolerar alguma luz solar direta no início da manhã ou no final da tarde, a exposição prolongada à luz solar direta pode queimar as folhas e prejudicar a saúde da planta.

Portanto, é recomendado colocar a Maranta perto de uma janela com luz filtrada ou em um local iluminado, mas não diretamente exposta à luz solar intensa. Em ambientes internos com pouca luz, pode ser necessário fornecer luz artificial para a planta, como luzes de crescimento ou lâmpadas de LED especiais para plantas, para ajudar a mantê-la saudável e vibrante.

Quando regar a Maranta?

A frequência de rega da Maranta depende de diversos fatores, como tamanho da planta, tamanho do vaso, umidade do ambiente e condições de luz. Como regra geral, é importante manter o solo úmido, mas não encharcado, para evitar o apodrecimento das raízes e outras doenças.

Uma maneira de verificar se a planta precisa ser regada é tocar o solo com os dedos: se estiver seco a uma profundidade de cerca de 2,5 cm, é hora de regar. Outra dica é observar a planta: se as folhas estiverem murchas ou amareladas, pode ser sinal de falta de água.

No entanto, é importante evitar regar em excesso, pois isso pode levar à doenças de raízes e apodrecimento. É melhor regar com menos frequência, mas fornecendo água suficiente para saturar o solo até os níveis de raiz da planta. Além disso, evite regar a folhagem diretamente para evitar o acúmulo de umidade e o surgimento de doenças fúngicas.

É necessário podar?

Sim, é recomendado fazer a poda regularmente na Maranta para mantê-la saudável e vibrante. A poda ajuda a remover folhas mortas ou danificadas, além de promover um crescimento mais compacto e ramificado da planta.

A poda pode ser feita a qualquer momento do ano, mas é melhor evitar fazer a poda nos períodos de estresse da planta, como durante o inverno ou quando a planta estiver florescendo. Para fazer a poda, basta usar uma tesoura limpa e afiada e cortar a folha ou caule indesejado em um ângulo de 45 graus. É importante garantir que a tesoura esteja limpa e afiada para evitar a propagação de doenças.

Ao fazer a poda, é importante lembrar que a Maranta cresce a partir de rizomas subterrâneos, que produzem brotos novos. Portanto, é possível remover um grande número de folhas ou caules sem prejudicar o crescimento da planta. Se a planta estiver crescendo muito grande ou desordenada, é possível dividir os rizomas e replantar as partes separadas em vasos menores, ajudando a controlar o tamanho e a forma da planta.

Qual é o melhor substrato para Maranta?

Substrato
Substrato Foto: Canva

A Maranta cresce bem em um substrato rico em nutrientes, bem drenado e que retenha a umidade, mas sem ficar encharcado. Existem várias opções de substrato que podem ser usadas para cultivar a Maranta, como:

  • Substrato comercial para plantas: existem substratos específicos para plantas de interior que contêm uma mistura de turfa, perlita e vermiculita, que proporcionam uma boa drenagem e retenção de água.
  • Terra vegetal: a terra vegetal pode ser misturada com perlita ou areia para melhorar a drenagem.
  • Composto orgânico: o composto orgânico é rico em nutrientes e pode ser misturado com perlita ou areia para melhorar a drenagem.
  • Ao escolher um substrato, é importante considerar o tamanho do vaso e o ambiente em que a planta será cultivada. Vasos maiores podem reter mais umidade, portanto, pode ser necessário usar um substrato que drena mais rapidamente. Em ambientes com ar-condicionado ou baixa umidade, pode ser útil adicionar musgo sphagnum ou pedras úmidas no topo do substrato para ajudar a manter a umidade.

Em resumo, o substrato ideal para a Maranta deve ser rico em nutrientes, bem drenado e reter a umidade sem ficar encharcado. É importante escolher um substrato adequado para o tamanho do vaso e as condições de cultivo da planta.

Como manter a Maranta em um vaso?

Para manter a Maranta em vaso, é altamente recomendável usar um vaso drenável. Como a planta prefere um solo úmido, mas não encharcado, um vaso com drenagem adequada é essencial para evitar que as raízes da planta apodreçam.

Ao escolher um vaso para a Maranta, verifique se ele tem orifícios de drenagem na parte inferior. Isso permite que o excesso de água escoe, evitando o acúmulo de água no fundo do vaso. Se você gosta de vasos decorativos que não têm furos de drenagem, pode colocar a Maranta em um vaso interno com furos e depois colocar esse vaso dentro do vaso decorativo. Isso permitirá que a água escorra do vaso interno sem prejudicar a decoração do vaso externo.

Além disso, ao regar a Maranta, é importante permitir que a água escorra completamente do vaso antes de colocá-la de volta no prato. O acúmulo de água no prato pode causar o apodrecimento das raízes.

E aí, gostou?

Se você gostou desse conteúdo que o Portal KD preparou para você, deixe um comentário abaixo nos contando! Para mais dicas de jardim e cuidados com plantas acompanhe nosso site e deixe as suas estrelinhas! Até a próxima!

Veja também: Dicas exclusivas de como cuidar de Pacová em casa!

Perguntas frequentes

O que é Maranta?

Maranta é um gênero de plantas herbáceas perenes da família Marantaceae, nativas principalmente das regiões tropicais da América Central e América do Sul. Essas plantas apresentam uma ampla variedade de cores e padrões, são frequentemente cultivadas como plantas de interior devido à sua aparência atraente e à capacidade de sobreviver em condições de luz indireta e umidade moderada.

Como cuidar de Maranta?

·         Luz: As Marantas preferem luz indireta, coloque-as perto de uma janela com luz filtrada, mas não as exponha diretamente à luz solar intensa, pois isso pode queimar as folhas.
·         Água: As Marantas preferem solo úmido, mas não encharcado. Regue a planta quando a camada superior do solo estiver seca ao toque. Evite deixar água parada na base do vaso, pois isso pode causar o apodrecimento das raízes.
·         Umidade: As Marantas preferem ambientes úmidos, portanto, pulverize as folhas com água regularmente. Você também pode colocar a planta em uma bandeja com pedras úmidas para aumentar a umidade ao redor da planta.
·         Temperatura: As Marantas preferem temperaturas entre 18°C e 27°C. Evite expor a planta a correntes de ar frio ou a temperaturas abaixo de 10°C.
·         Fertilizante: As Marantas não precisam de fertilização frequente, mas você pode fertilizar a planta com um fertilizante líquido balanceado a cada dois meses durante a primavera e o verão.
 

5/5 - (1 votos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Afiliado